Com a recente crise hídrica, devido às secas em algumas regiões do país, a Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, passou a adotar a Bandeira Vermelha nível 2. Mas, você sabe o que isso impacta na sua conta de energia?

Vamos te explicar um pouco a motivação e o impacto disso para você, consumidor final.

Seca nas bacias do SIN
O mês de maio foi marcado como o primeiro mês da estação seca em algumas das principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional, o SIN.

Com isso, o mês de junho se iniciou com os reservatórios em níveis mais baixos que o comum para essa época do ano e, por conta disso, a geração por hidrelétricas cai. A solução para a crise foi optar pelo uso das termelétricas, uma vez que, segundo o INMET, Instituto Nacional de Meteorologia, a estiagem deve se estender pelos próximos meses.

Como isso impacta na sua conta de energia
As Usinas Termelétricas são instalações que têm por fonte de geração de energia a produção de calor liberada por produtos como bagaços, restos de madeira, óleos combustíveis e diesel, gás natural, entre outros.

Por possuir um maior potencial poluidor, e por necessitar de combustíveis fósseis, a energia gerada por essas usinas é mais cara e, por conta disso, elas são utilizadas apenas em situações pontuais, como momentos de estiagens longas.

Entenda as bandeiras de energia utilizadas nas suas contas
Quando estamos em condições favoráveis para a geração de energia, a bandeira utilizada é a bandeira verde. Com o uso dela, a conta de energia possui um valor menor pois não há uma cobrança a mais nas taxas de uso.

Em condições menos favoráveis à geração de energia, a bandeira amarela é adotada. Com ela, a cada 100 kWh consumidos, o valor de R$ 1,34 é acrescido à conta.

A bandeira vermelha nível 1, por sua vez, é adotada quando estamos em condições difíceis de geração de energia, e se faz necessário acionar usinas mais caras para isso. Assim, a cada 100 kWh consumidos, é acrescido à conta o valor de R$ 4,17.

Com a crise hídrica deste ano de 2021, surge a bandeira vermelha nível 2. Como há a necessidade de acionamento de usinas mais caras para que se produza energia, a cada 100 kWh consumidos, o valor de R$ 9,49 será acrescido à conta neste mês de julho.

Conclusão
Diante da crise hídrica que se instala, é necessário entender um pouco mais sobre a nossa conta de energia para evitar surpresas no final do mês.

Alguns cuidados podem ser adotados como forma de não aumentar tanto o consumo, principalmente agora no inverno. A adoção de lâmpadas LED pode ser uma grande aliada nesse momento, por exemplo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *